FILHOS DE IMPÉRIO E PÓS-MEMÓRIAS EUROPEIAS
FILHOS DE IMPÉRIO E PÓS-MEMÓRIAS EUROPEIAS
MENU

Publicações


 

Geometrias da Memória: configurações pós-coloniais

António Sousa Ribeiro | Margarida Calafate Ribeiro (org.)

2016, Porto: Afrontamento

 

Na discussão contemporânea em torno de situações pós-coloniais, a dimensão da memória e da pós-memória tem vindo a assumir uma importância crescente. Geometrias da Memória: configurações pós-coloniais constitui o primeiro volume da coleção “Memoirs – Filhos de Império”, que resulta de uma parceria entre a editora Afrontamento e o projeto de investigação “Memoirs: Filhos de Império e Pós-memórias europeias”, do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, com financiamento do Conselho Europeu de Investigação (ERC, Consolidator Grant).

 

Geometrias da Memória: configurações pós-coloniais reúne um conjunto de ensaios que, partindo de perspetivas diversas e situando-se no cruzamento de diferentes áreas disciplinares, aborda temas relevantes para uma análise do modo como constelações do passado, nomeadamente do passado colonial, se projetam no presente de um modo que, em aspetos decisivos, condiciona esse presente: na forma de conceber a relação com o outro, na arquitetura das relações de poder, na persistência de formas de violência, nas dinâmicas através das quais o campo político e cultural procura construir uma reflexão virada para a construção de um futuro que não constitua uma repetição do passado. Comum a todas as abordagens é a perspetiva do contemporâneo: os diferentes contextos históricos e os diferentes casos analisados foram escolhidos a partir da sua relevância para um presente concebido, não como simples atualidade, mas sim como um tempo denso atravessado por tensões que só são compreensíveis do ponto de vista da longa duração histórica.


Textos de Ana Paula Ferreira, António Pinto Ribeiro, António Sousa Ribeiro, Bruno Sena Martins, Catarina Martins, Fabrice Schurmans, Francisco Noa, Helder Macedo, Isabel Castro Henriques, João Paulo Borges Coelho, Júlia Garraio, Laura Padilha, Margarida Calafate Ribeiro, Miguel Bandeira Jerónimo, Paulo de Medeiros, Roberto Vecchi.

 

COMPRAR   INTRODUÇÃO   RECENSÕES

 

2016

 

“Geometrias da Memória: configurações pós-coloniais – Prefácio”

António Sousa Ribeiro | Margarida Calafate Ribeiro

Geometrias da memória: configurações pós-coloniais

António Sousa Ribeiro | Margarida Calafate Ribeiro (org.)

2016, Porto: Afrontamento

“A Casa da Nave Europa – miragens ou projeções pós-coloniais?”

Margarida Calafate Ribeiro

Geometrias da memória: configurações pós-coloniais
António Sousa Ribeiro | Margarida Calafate Ribeiro (org.)
2016, Porto: Afrontamento

“Reversos da modernidade: colonialismo e Holocausto”

António Sousa Ribeiro

Geometrias da memória: configurações pós-coloniais
António Sousa Ribeiro | Margarida Calafate Ribeiro (org.)
2016, Porto: Afrontamento

“Subalternidades no(s) Atlântico(s) Sul”

Roberto Vecchi

Geometrias da memória: configurações pós-coloniais
António Sousa Ribeiro | Margarida Calafate Ribeiro (org.)
2016, Porto: Afrontamento

“Revisitando os lutos inacabados do império”

Miguel Bandeira Jerónimo

Geometrias da memória: configurações pós-coloniais
António Sousa Ribeiro | Margarida Calafate Ribeiro (org.)
2016, Porto: Afrontamento

“Podemos descolonizar os museus?”

António Pinto Ribeiro

Geometrias da memória: configurações pós-coloniais
António Sousa Ribeiro | Margarida Calafate Ribeiro (org.)
2016, Porto: Afrontamento

“Estados falhados? Discursos da colonialidade"

Fabrice Schurmans

Geometrias da memória: configurações pós-coloniais
António Sousa Ribeiro | Margarida Calafate Ribeiro (org.)
2016, Porto: Afrontamento

“Perdidas na exposição? Desafiar o imaginário colonial português através de fotografias de mulheres negras”

Júlia Garraio

Geometrias da memória: configurações pós-coloniais
António Sousa Ribeiro | Margarida Calafate Ribeiro (org.)
2016, Porto: Afrontamento

“Corpos-memórias da Guerra Colonial: os Deficientes das Forças Armadas e o “restolhar de asas no telhado”

Bruno Sena Martins

Geometrias da memória: configurações pós-coloniais
António Sousa Ribeiro | Margarida Calafate Ribeiro (org.)
2016, Porto: Afrontamento

“Les chibanis, entre deux malgré eux”

Tramor Quemeneur

Chibanis la question
Luc Jennepin
2016, Au Diable Vauvert : Vauvert

2017

 

"Vers une postmémoire de la traite et de l’esclavage?"
Fabrice Schurmans

2017 | Carnets, 10, 1-14

2016

 

“I Tempi della Fine. Il processo di decolonizzazione in Portogallo e i percorsi dell’Europa”

Margarida Calafate Ribeiro

2016 | Altre modernità/ Otras modernidades/ Autres modernités/ Other Modernities

“Os fins do tempo do fim: descolonização, negação, pertença”
Roberto Vecchi
2016 | Altre modernità/ Otras modernidades/ Autres modernités/ Other Modernities

Ler na fronteira. As Literaturas Africanas de língua portuguesa em perspetiva comparada
Fabrice Schurmans | Margarida Calafate Ribeiro
2016 | Organização do número temático da revista E-Cadernos

"Introdução"

Fabrice Schurmans

2016 | “Ler na fronteira. As Literaturas Africanas de língua portuguesa em perspetiva comparada”, número temático da revista E-Cadernos

“Fabienne Kanor e Toni Morrison, escritoras do Atlântico: escrever para transformar a vala comum em cemitério”

Fabrice Schurmans

2016 | Configurações, vol. 17, 153-166

2017

"Des sources orales pour l’histoire globale"
Tramor Quemeneur

201-05 | Textes et Documents pour la Classe, n. 1110, 34-37.

2016

 

Recensão a África contemporânea em cena. Perspetivas interdisciplinares, 2015, de Selma Pantoja, Edvaldo A. Bergamo, Ana Cláudia da Silva (orgs.). São Paulo: Intermeios
Fabrice Schurmans
2016 | “Ler na fronteira. As Literaturas Africanas de língua portuguesa em perspetiva comparada”, número temático da revista E-Cadernos

Recensão a “Blackness”, número temático da revista Politique Africaine, 2014/4, nº 136. Karthala
Fabrice Schurmans
2016 | “Ler na fronteira. As Literaturas Africanas de língua portuguesa em perspetiva comparada”, número temático da revista E-Cadernos

Recensão a La guerre d’Algérie. Les combattants français et leur mémoire, 2016, de Jean-Charles Jauffret. Paris: Odile Jacob
Tramor Quemeneur
2016 | “Ler na fronteira. As Literaturas Africanas de língua portuguesa em perspetiva comparada”, número temático da revista E-Cadernos

Recensão a Le postcolonial comparé, anglophonie, francophonie, 2014, de Claire Joubert (org.). Saint-Denis: Presses Universitaires de Vincennes

Fabrice Schurmans

2016 | “Ler na fronteira. As Literaturas Africanas de língua portuguesa em perspetiva comparada”, número temático da revista E-Cadernos

Recensão a Racismos – Das Cruzadas ao Século XX, 2015, de Francisco BethencourtLisboa: Temas & Debates/ Círculo dos Leitores (tradução do título original inglês: Racisms – From the Crusades to the Twentieth Century, Princeton University Press, 2013)

Margarida Calafate Ribeiro

2016 | “Ler na fronteira. As Literaturas Africanas de língua portuguesa em perspetiva comparada”, número temático da revista E-Cadernos

Recensão a "Angola: Poesia e Prosa", número temático da revista Textos & Pretextos, Maria Gil Reis (org.), n.º 19, Primavera/Verão 2015

Júlia Garraio

2016 | “Ler na fronteira. As Literaturas Africanas de língua portuguesa em perspetiva comparada”, número temático da revista E-Cadernos

“‘Amer M.’, de Joséphine Serre, ou l’amertume de la mémoire”

Tramor Quemeneur

2016-10-10 | Les actualités de l'École des lettres

“Un mémorial pour la guerre d’Algérie”

Tramor Quemeneur

2016-10 | Textes et documents pour la classe (TDC)

“Le kidnapping de Ben Bella”

Tramor Quemeneur

2016-10 | Historia

“Zabana et Ferradj, les deux premiers Algériens guillotinés de la guerre d'Algérie”

Tramor Quemeneur

2016-06-26 | L'Humanité