FILHOS DE IMPÉRIO E PÓS-MEMÓRIAS EUROPEIAS
FILHOS DE IMPÉRIO E PÓS-MEMÓRIAS EUROPEIAS
MENU

IDENTIDADES INTERGERACIONAIS

 
REIMAGINAR A EUROPA

MEMOIRS propõe uma visão inovadora da história europeia contemporânea a partir das suas heranças coloniais. Estas heranças constituem um elemento comum às identidades dos estados nacionais do continente, se bem que a Europa se tenha definido através de diferentes modelos coloniais. MEMOIRS analisa os legados do modelo de expansão ultramarina do colonialismo da França, Bélgica e Portugal, como elementos fundamentais para entender o continente dos dias de hoje. O caráter inovador deste projeto traduz-se na sua questão de investigação: qual é o impacto, na Europa atual, da transferência de memórias do fim do colonialismo nas suas múltiplas dimensões?

 

MEMOIRS pretende traçar uma nova cartografia da memória europeia, assente na assunção de que a herança colonial é parte da identidade europeia e não algo que possa ser ignorado. Nesta medida, as memórias daqueles que foram afetados pelo fim dos impérios europeus e daqueles que o colonialismo classificou como o “outro” fazem parte da Europa. Pretendemos contribuir para uma mudança epistémica na maneira como é vista a história do continente, o que implica uma transformação fundamental dos paradigmas históricos e narrativos.

 

MEMOIRS pretende promover um maior sentido de responsabilidade coletiva perante o passado e o presente.
 

 
IDENTIDADES INTERGERACIONAIS

MEMOIRS tem como objetivo analisar as memórias herdadas pelos filhos e netos da geração que viveu os processos de descolonização de territórios dominados por Portugal, França e Bélgica no continente africano – República Democrática do Congo, Argélia, Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe. A herança colonial europeia irá ser reinterrogada a partir de entrevistas e da análise comparada de representações de segunda e de terceira geração, influenciadas pela pós-memória das guerras coloniais e do fim dos impérios. O projeto tem por desígnio central compreender a diversidade pós-imperial europeia – uma sociedade multicultural marcada pelo resíduo de impérios, só aparentemente esquecidos.

 
FINANCIAMENTO

MEMOIRS é financiado pelo Conselho Europeu de Investigação (ERC) no âmbito do Programa-Quadro Comunitário de Investigação & Inovação Horizonte 2020 da União Europeia (n.º 648624) e está sediado no Centro de Estudos Sociais (CES) da Universidade de Coimbra.