CHILDREN OF EMPIRES AND EUROPEAN POSTMEMORIES
Coleção Memoirs/ Afrontamento

PUBLICATIONS

"Mediadores"
António Pinto Ribeiro

2021 | Jornal Público

"Eduardo Lourenço: da qualidade do olhar"
Margarida Calafate Ribeiro e Roberto Vecchi

2020 | Jornal Público

Jornal Memoirs 2019
Coordenação Editorial: António Pinto Ribeiro, Margarida Calafate Ribeiro e Felipe Cammaert

2019 | Jornal Público

"Para desenhar a Europa do futuro"
Margarida Calafate Ribeiro

2019 | Jornal de Letras

"Um retratista dos nossos tempos"
António Pinto Ribeiro
2019 | Jornal de Letras

"O que pode a cultura?"
António Pinto Ribeiro
2019 | Jornal Público

"A Restituição"
António Pinto Ribeiro

2018 | Jornal Público

Jornal Memoirs 2018
Coordenação Editorial: António Pinto Ribeiro e Margarida Calafate Ribeiro

2018 | Jornal Público

"Descolonização"
Margarida Calafate Ribeiro

2017 | Atlas. Cartografia afro-lusa de Cultura, Artes e Língua. GLOSSÁRIO DIGITAL no âmbito do Projeto Estórias: Portugal-Áfricas.

 

Open Access

"Lutas Anti-coloniais"
Margarida Calafate Ribeiro

2017 | Atlas. Cartografia afro-lusa de Cultura, Artes e Língua. GLOSSÁRIO DIGITAL no âmbito do Projeto Estórias: Portugal-Áfricas.

 

Open Access

"Massacre"
Roberto Vecchi

2017 | Atlas. Cartografia afro-lusa de Cultura, Artes e Língua. GLOSSÁRIO DIGITAL no âmbito do Projeto Estórias: Portugal-Áfricas.

 

Open Access

"Trauma"
António Sousa Ribeiro

2017 | Atlas. Cartografia afro-lusa de Cultura, Artes e Língua. GLOSSÁRIO DIGITAL no âmbito do Projeto Estórias: Portugal-Áfricas.

 

Open Access

"Violação"
Júlia Garraio

2017 | Atlas. Cartografia afro-lusa de Cultura, Artes e Língua. GLOSSÁRIO DIGITAL no âmbito do Projeto Estórias: Portugal-Áfricas.

 

Open Access

"Lusotropicalismo"
Júlia Garraio
2017 | Atlas. Cartografia afro-lusa de Cultura, Artes e Língua. GLOSSÁRIO DIGITAL no âmbito do Projeto Estórias: Portugal-Áfricas.


Open Access

"Diáspora"
Martina Mattozi
2017 | Atlas. Cartografia afro-lusa de Cultura, Artes e Língua. GLOSSÁRIO DIGITAL no âmbito do Projeto Estórias: Portugal-Áfricas.


Open Access

"Migrações"
Martina Mattozi
2017 | Atlas. Cartografia afro-lusa de Cultura, Artes e Língua. GLOSSÁRIO DIGITAL no âmbito do Projeto Estórias: Portugal-Áfricas.


Open Access

"Des sources orales pour l’histoire globale"
Tramor Quemeneur

2017 | Textes et Documents pour la Classe, n. 1110, 34-37.

 

Open Access

Amer M., de Joséphine Serre, ou l’amertume de la mémoire.
Tramor Quemeneur

2016 | L´École des Lettres


Open Access

Book review, África contemporânea em cena. Perspetivas interdisciplinares, 2015, by Selma Pantoja, Edvaldo A. Bergamo, Ana Cláudia da Silva (eds.). São Paulo: Intermeios
Fabrice Schurmans
2016 | “Ler na fronteira. As Literaturas Africanas de língua portuguesa em perspetiva comparada”, thematic number of E-Cadernos

 

Open Access

Recensão a “Blackness”, número temático da revista Politique Africaine, 2014/4, nº 136. Karthala
Fabrice Schurmans
2016 | “Ler na fronteira. As Literaturas Africanas de língua portuguesa em perspetiva comparada”, número temático da revista E-Cadernos

 

Open Access

Book review, La guerre d’Algérie. Les combattants français et leur mémoire, 2016, de Jean-Charles Jauffret. Paris: Odile Jacob
Tramor Quemeneur
2016 | “Ler na fronteira. As Literaturas Africanas de língua portuguesa em perspetiva comparada”, thematic number of E-Cadernos

 

Open Access

Book review: Le postcolonial comparé, anglophonie, francophonie, 2014, by Claire Joubert (org.). Saint-Denis: Presses Universitaires de Vincennes

Fabrice Schurmans

2016 | “Ler na fronteira. As Literaturas Africanas de língua portuguesa em perspetiva comparada”, thematic issue of the journal E-Cadernos

 

Open Access

Book review: Racismos – Das Cruzadas ao Século XX, 2015, by Francisco BethencourtLisboa: Temas & Debates/ Círculo dos Leitores. (translation into Portuguese from the original Racisms – From the Crusades to the Twentieth Century, Princeton University Press, 2013)

Margarida Calafate Ribeiro

2016 | “Ler na fronteira. As Literaturas Africanas de língua portuguesa em perspetiva comparada”, thematic issue of the journal E-Cadernos

 

Open Access

Book Review: Angola: Poesia e Prosathematic issue of the journal Textos & Pretextos, Maria Gil Reis (org.), n.º 19, Primavera/Verão 2015

Júlia Garraio

2016 | “Ler na fronteira. As Literaturas Africanas de língua portuguesa em perspetiva comparada”, thematic issue of the journal E-Cadernos

 

Open Access

"Gestos artísticos e narrativas pós-memoriais: interrogações pós-coloniais em português"
Margarida Calafate Ribeiro e Fátima da Cruz Rodrigues

Abril: Revista do Núcleo de Estudos de Literatura Portuguesa e Africana da UFF

2022 | Universidade Federal Fluminense, Niterói |  n°27 | vol.13 | p. 17-43 | outubro 2022

 

OPEN ACCESS

" Cristalizações de memórias alheias: a guerra colonial na escrita da pós-memória de Paulo Faria"
Felipe Cammaert

Abril: Revista do Núcleo de Estudos de Literatura Portuguesa e Africana da UFF

2021 | Universidade Federal Fluminense, Niterói |  n°27 | vol.13 | p. 79-94 | outubro 2021

 

OPEN ACCESS

"Memory’s ransom: silences, postmemory, cinema"
Paulo de Medeiros

Abril: Revista do Núcleo de Estudos de Literatura Portuguesa e Africana da UFF

2021| Universidade Federal Fluminense, Niterói |  n°27 | vol.13 | p. 45-60 | outubro 2021

 

OPEN ACCESS

"À margem da margem: a TransMissão das escritoras Negras brasileiras"
Fernanda Vilar

RITA: Revue Interdisciplinaire de Travaux sur les Amériques

2021 | RITA [en ligne] |  n°14 : septembre 2021

 

OPEN ACCESS

"'Souvenir from Lisbon': escrita, representação e punctum em António Lobo Antunes'"
Felipe Cammaert

2021 | Santa Barbara Portuguese Studies | V. 6 | p. 18-28.

 

OPEN ACCESS

"Richard Burton, voyageur et « constructeur » colonial"
António Pinto Ribeiro

2020 | Reflexos, N° 005, Savoirs en circulation dans l’espace atlantique entre les XVIe et XIXe siècles

"Uma história depois dos regressos: a Europa e os fantasmas pós-coloniais"
Margarida Calafate Ribeiro

2020 | Confluenze, Rivista di Studi Iberoamericani | V. 12 | N. 2 |  p. 74-95.

 

OPEN ACCESS

"A nostalgia colonial no País da saudade: fantasmagorias e pós-memória"
Roberto Vecchi

2020 | Confluenze, Rivista di Studi Iberoamericani | V. 12 | N. 2 |  p. 169-181.

 

OPEN ACCESS

"Dores da Descolonização no Portugal pós-colonial"
Fátima da Cruz Rodrigues

2020 | Confluenze, Rivista di Studi Iberoamericani | V. 12 | N. 2 |  p. 153-168.

 

OPEN ACCESS

"A voz das imagens coloniais: arquivos e violência nas obras literárias da pós-memória"
Felipe Cammaert

2020 | Confluenze, Rivista di Studi Iberoamericani | V. 12 | N. 2 |  p. 96-108.

 

OPEN ACCESS

"Slam: periferia, pós-memória e identidade"
Fernanda Vilar

2020 | Confluenze, Rivista di Studi Iberoamericani | V. 12 | N. 2 |  p. 135-152.

 

OPEN ACCESS

"A marcha obscura da história: 'a França em questão ou o fim da liberdade como boa consciência'"
Margarida Calafate Ribeiro

2020 | IBEROGRAFIAS, Revista de Estudos Ibéricos | N. 16 |  n. 2 | p. 389–398.

 

OPEN ACCESS

"A arte do pensamento de Eduardo Lourenço: a saudade e a transformação do mundo'"
Roberto Vecchi

2020 | IBEROGRAFIAS, Revista de Estudos Ibéricos | N. 16 |  n. 2 | p. 375–384.

 

OPEN ACCESS

"Viagens no contemporâneo – pós-colonialismo, cosmopolitismo e programação"
Margarida Calafate Ribeiro

2020 | Viagem, alteridade e tradução cultural| Mulemba, Rio de Janeiro: UFRJ | v. 12, n. 22 | p. 127–147.

 

OPEN ACCESS

"Herança de sombras: memória, pós-memória e responsabilidade em ‘Os Memoráveis’ de Lídia Jorge"
Paulo de Medeiros

2020 | Colóquio/Letras | Fundação Calouste Gulbenkian | p. 79–97.


OPEN ACCESS

"Art and Post-Memory – Fragments, Ghosts and Dreams"
Margarida Calafate Ribeiro

2020 | DIACRÍTICA, Revista do Centro de Estudos Humanísticos  | v. 34 |  n. 2 | p. 4–20.


OPEN ACCESS


"La restitution des œuvres d’art : un pas décisif dans le processus de décolonisation"

Margarida Calafate Ribeiro | António Pinto Ribeiro
2020 | Memoires en Jeu | junho | Paris: Éditions Kimé.


OPEN ACCESS

"Memórias Pós-imperiais:
Luuanda, de José Luandino Vieira, e
Luanda, Lisboa, Paraíso, de Djaimilia Pereira de Almeida"

Paulo de Medeiros

2020 | Revista Língua-lugar: Literatura, História, Estudos Culturais  | n. 01 | p. 136-149.


OPEN ACCESS

"Ownership of experience and postmemory in postcolonial European literature"

Felipe Cammaert

2020 | Revista Letras Raras | Campina Grande | v. 9 |  n. 2 | p. 161-179.


OPEN ACCESS

"La guerre coloniale portugaise et les générations suivantes: héritages et interrogations"

Margarida Calafate Ribeiro

2019 | Mémoires en Jeu | 10 | Winter | p. 123-128.

 

OPEN ACCESS

"Migrações e periferias: o levante do slam"

Fernanda Vilar

2019 | Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea | Brasília | n. 58 |  e588 | p. 1-13.


Open Access

 

"Insônia ou a pobreza não descansa"

Roberto Vecchi | Éderson de Oliveira Cabral

2019 set-dez. | ALEA | Rio de Janeiro | vol. 21/3 | p. 117-130.

 

Open Access

"Vidas deslocadas pelo colonialismo e pela guerra"

Fátima da Cruz Rodrigues

2019 | Dossiê Memórias da Violência Colonial: reconhecimentos do passado e lutas pelo futuro, Estudos Ibero-Americanos, Porto Alegre, v. 45, n. 2, maio-ago: 49-63.

 

Open Access

"A visita da tia Teresa : experiência da guerra colonial e resiliência pela escrita em Os Cus de Judas"

Felipe Cammaert

2019 | Revista Colóquio/Letras, n.º 201, Maio: 20-31.

 

Open Access

"Crimes Committed in Times of War, Recalled in Post-Memory"
Fátima Rodrigues

2018 | Criminal Justice Issues: Journal for Criminalistics, Criminology and Security Studies  |  Sarajevo |  n. 5-6 | p. 317-327.

 

OPEN ACCESS

A África no cânone na literatura lusófona pós-colonial”
Fernanda Vilar

2018 | Revista Digital do Programa de Pós-Graduação em Letras da PUCRS, v. 11, n. 1: 55-64. 

 

Open Access

"A Past that Will not Go Away. The Colonial War in Portuguese Postmemory"
António Sousa Ribeiro | Margarida Calafate Ribeiro

2018 | Lusotopie, 17(2), 277-300

 

Open Access

"Lusophony or the Haunted Logic of Postempire"
Paulo de Medeiros

2018 | Lusotopie, 17(2), 227–247

 

open access

"Para acabar de vez com a lusofonia"
António Pinto Ribeiro

2018 | Lusotopie, 17(2), 220–226

 

Open Access

"Archivos disonantes, traducciones fallidas"
Margarida Calafate Ribeiro

2018 | Contraportada, 3, 64-83

 

Open Access

Uma viagem sonora pela Lisboa de Fernando Pessoa

Felipe Cammaert

2018 | Pessoa Plural, 14: 398-401.

 

Open Access

"Vers une postmémoire de la traite et de l’esclavage?"
Fabrice Schurmans

2017 | Carnets, 10, 1-14

 

Open Access

"A linguagem tropical de Sony Labou Tansi"

Fernanda Vilar

2017 | Revista Non Plus, 6(12): 201-215. 

 

open access

“I Tempi della Fine. Il processo di decolonizzazione in Portogallo e i percorsi dell’Europa”

Margarida Calafate Ribeiro

2016 | Altre modernità/ Otras modernidades/ Autres modernités/ Other Modernities

 

Open Access

“Os fins do tempo do fim: descolonização, negação, pertença”
Roberto Vecchi
2016 | Altre modernità/ Otras modernidades/ Autres modernités/ Other Modernities

 

Open Access

Ler na fronteira. As Literaturas Africanas de língua portuguesa em perspetiva comparada
Fabrice Schurmans | Margarida Calafate Ribeiro
2016 | Organização do número temático da revista E-Cadernos

 

Open Access

“Fabienne Kanor e Toni Morrison, escritoras do Atlântico: escrever para transformar a vala comum em cemitério”

Fabrice Schurmans

2016 | Configurações, vol. 17, 153-166

 

Open Access

"Obras de arte em condições de pós-memória"

António Pinto Ribeiro

Europa Oxalá

Margarida Calafate Ribeiro, Ana Paula Correia, António Pinto Ribeiro (org.)
2021 | Porto: Afrontamento | pp.7-17.

(Este livro tem versões em Português, Neerlandês, Francês e Inglês)

"Europa Oxalá - um presente para o futuro"

Margarida Calafate Ribeiro

Europa Oxalá

Margarida Calafate Ribeiro, Ana Paula Correia, António Pinto Ribeiro (org.)
2021 | Porto: Afrontamento | pp.63-78.

(Este livro tem versões em Português, Neerlandês, Francês e Inglês)

"Pós-memória: passado e futuro de um conceito"

António Sousa Ribeiro

Europa Oxalá

Margarida Calafate Ribeiro, Ana Paula Correia, António Pinto Ribeiro (org.)
2021 | Porto: Afrontamento | pp.19-25.

(Este livro tem versões em Português, Neerlandês, Francês e Inglês)

"Pós-memória: um conceito (ainda) emergente"

António Sousa Ribeiro

A cena da pós-memória. O presente do passado na Europa pós-colonial

António Sousa Ribeiro (org.) 

2021 | Edições Afrontamento | pp.15-28

"Colonialismo, descolonização, pós-colonialismo — De Patrice Lumumba a Rhodes must fall"

Margarida Calafate Ribeiro

A cena da pós-memória. O presente do passado na Europa pós-colonial

António Sousa Ribeiro (org.)

2021 | Edições Afrontamento | pp.29-52

"Melancolia e luto, nostalgia e saudade"

Roberto Vecchi

A cena da pós-memória. O presente do passado na Europa pós-colonial

António Sousa Ribeiro (org.)

2021 | Edições Afrontamento | pp.85-95

"Racismo, identidades, práticas de diferenciação. As memórias pós-coloniais e a construção da diferença racial"

Bruno Sena Martins

A cena da pós-memória. O presente do passado na Europa pós-colonial

António Sousa Ribeiro (org.)

2021 | Edições Afrontamento | pp.53-67

"A restituição"

António Pinto Ribeiro

A cena da pós-memória. O presente do passado na Europa pós-colonial

António Sousa Ribeiro (org.)

2021 | Edições Afrontamento | pp.115-131

"Afropolítica, (pós-)memória, pertença: Apontamentos para uma outra Europa"

Paulo de Medeiros

A cena da pós-memória. O presente do passado na Europa pós-colonial

António Sousa Ribeiro (org.)

2021 | Edições Afrontamento | pp.133-144.

"Filhos de memórias encobertas"

Fátima da Cruz Rodrigues

A cena da pós-memória. O presente do passado na Europa pós-colonial

António Sousa Ribeiro (org.)

2021 | Edições Afrontamento | pp.147-166.

"A (des)construção dos espaços da pós-memória"

Fernanda Vilar

A cena da pós-memória. O presente do passado na Europa pós-colonial

António Sousa Ribeiro (org.)

2021 | Edições Afrontamento | pp.167-185.

"Pós-memória e temporalidades pós-coloniais: um estudo de caso"

Felipe Cammaert

A cena da pós-memória. O presente do passado na Europa pós-colonial

António Sousa Ribeiro (org.)

2021 | Edições Afrontamento | pp.187-201.

"Memórias, pós-memórias e objetos"

Margarida Calafate Ribeiro

A cena da pós-memória. O presente do passado na Europa pós-colonial

António Sousa Ribeiro (org.)

2021 | Edições Afrontamento | pp.203-230.

"Insidious invisibilities: World literature, ‘race’ and resistance"
Paulo de Medeiros

Racism and Surveillance: Modernity Matters

Khan, Sheila, Can Nazir Ahmed, and Machado, Helena (eds.)

2022 | Oxford: Routledge | p. 132-149.

 

OPEN ACCESS

"Domus Europa: A European Post-Colonial and Post-Migration Projection"

Margarida Calafate Ribeiro

Negotiations of Migration
Reexamining the Past and Present in Contemporary Europe

Annimari Juvonen and Verena Lindemann Lino (eds.)

2021, Berlin, Boston | De Gruyter, pp. 21-37.

 

OPEN ACCESS

"Réécrire l'histoire du colonialisme à partir de la mise en scène des archives privées dans deux pièces de théâtre contemporain portugais"

Fernanda Vilar |  Felipe Cammaert

Voir / Revoir: Revenir sur les traces, définir le présent: La Péninsule Ibérique après les dictatures.

Graça dos Santos; José Manuel Esteves; Lina Iglesias; Gonçalo Plácido Cordeiro (org.)

Presses Universitaires de Paris Nanterre, Paris,  pp.47-62.

 

OPEN ACCESS

"Traits de mémoires entre oublis: récits de deuxième génération à propos de la fin du colonialisme en Angola"

Hélia Santos

Voir / Revoir: Revenir sur les traces, définir le présent: La Péninsule Ibérique après les dictatures.

Graça dos Santos; José Manuel Esteves; Lina Iglesias; Gonçalo Plácido Cordeiro (org.)

Presses Universitaires de Paris Nanterre, Paris,  pp. 63-80.

 

OPEN ACCESS

"Les deux impensés: salazarisme et colonialisme"

Margarida Calafate Ribeiro

Voir / Revoir: Revenir sur les traces, définir le présent: La Péninsule Ibérique après les dictatures.

Graça dos Santos; José Manuel Esteves; Lina Iglesias; Gonçalo Plácido Cordeiro (org.)

Presses Universitaires de Paris Nanterre, Paris,  pp. 19-46.

 

OPEN ACCESS

"Que révèlent les remémorations de la guerre coloniale selon les fils des anciens combattants africains des Forces armées portugaises ?"

Fátima da Cruz Rodrigues

Voir / Revoir: Revenir sur les traces, définir le présent: La Péninsule Ibérique après les dictatures.

Graça dos Santos; José Manuel Esteves; Lina Iglesias; Gonçalo Plácido Cordeiro (org.)

Presses Universitaires de Paris Nanterre, Paris,  pp. 81-96.

 

OPEN ACCESS

"L’Europe : un long passé devant nous, ou bien un futur sans cesse renouvelé ?"

Margarida Calafate Ribeiro

Strengthening African-European Connections: Sharing Past and Future

Koen Vlassenroot and Colin Hendrickx (eds.)

2021, Royal Museum for Central Africa (AfricaMuseum), pp. 43-50.

 

OPEN ACCESS

“Disjecta membra do século breve. Memórias em risco e a história a contrapelo em dois romances de José Saramago”

Roberto Vecchi

José Saramago: Nascido para isto

Carlos Reis (org.)

2020, Fundação José Saramago, pp. 199-217.

 

Open Access

“The Ghosts of Ngungunyane: Constructing an Ambivalent Hero”

Fernanda Vilar

The Worlds of Mia Couto

Kristian Van Haesendonck (ed.)

2020, Peter Lang, pp.

“Uma outra necessidade cultural. O contacto com o luxo”

António Pinto Ribeiro

Nos 50 anos de L'Amour de L'Art, Dívidas, Críticas e Desafios.

José Soares Neves | Clara Frayão Camacho (org.)

2020, Edit Mundos Sociais, pp. 11-17.

 “A impossível memória de Araguaia: um patrimônio sem memorial?”

Roberto Vecchi

Literatura e Ditadura

Rejane Pivetta de Oliveira | Paulo C. Thomaz (org.)

2020,  Porto Alegre: Zouk, pp.45-58.

 

Open Access

 “Viagens na Minha Terra de "outros" ocidentais”

Margarida Calafate Ribeiro

Heranças Pós-Coloniais nas literaturas em língua portuguesa

Margarida Calafate Ribeiro | Phillip Rothwell (org.)

2019, Porto: Afrontamento, pp. 291-307.

 

OPEN ACCESS

“Uma política da filosofia no pensamento africano: Amílcar Cabral e a metafísica da resistência”

Roberto Vecchi

Heranças Pós-Coloniais nas literaturas em língua portuguesa

Margarida Calafate Ribeiro | Phillip Rothwell (org.)

2019, Porto: Afrontamento, pp. 263-272.

 

OPEN ACCESS

“Negro por fora, vermelho por dentro – o Teatro Griot”

 António Pinto Ribeiro

Heranças Pós-Coloniais nas literaturas em língua portuguesa

Margarida Calafate Ribeiro | Phillip Rothwell (org.)

2019, Porto: Afrontamento, pp. 335-348.

 

OPEN ACCESS

“Imagens de África na literatura portuguesa “pós-Lobo Antunes”: o olhar da segunda geração sobre a guerra colonial”

Felipe Cammaert

Heranças Pós-Coloniais nas literaturas em língua portuguesa

Margarida Calafate Ribeiro | Phillip Rothwell (org.)

2019, Porto: Afrontamento, pp. 309-321.

 

OPEN ACCESS

 “As palavras fantasmas de Amílcar Cabral”

Fernanda Vilar

Heranças Pós-Coloniais nas literaturas em língua portuguesa

Margarida Calafate Ribeiro | Phillip Rothwell (org.)

2019, Porto: Afrontamento, pp. 273-290.

 

OPEN ACCESS

"Os mapas das cidades e as letras que as escrevem – de Luanda e de Maputo"

Margarida Calafate Ribeiro
Memória, Cidade e Literatura: De São Paulo de Assunção de Loanda a Luuanda, de Lourenço Marques a Maputo
Margarida Calafate Ribeiro | Francisco Noa (org.)
2019, Porto: Afrontamento, pp. 37-61.

 

OPEN ACCESS

"Genius loci e a imprescritibilidade do mito: arquiteturas simbólicas em tramas urbanas pós-coloniais

(Luanda e Maputo)"

Roberto Vecchi
Memória, Cidade e Literatura: De São Paulo de Assunção de Loanda a Luuanda, de Lourenço Marques a Maputo
Margarida Calafate Ribeiro | Francisco Noa (org.)
2019, Porto: Afrontamento, pp. 201-211.

 

OPEN ACCESS

"Olhar a energia das cidades"

António Pinto Ribeiro
Memória, Cidade e Literatura: De São Paulo de Assunção de Loanda a Luuanda, de Lourenço Marques a Maputo
Margarida Calafate Ribeiro | Francisco Noa (org.)
2019, Porto: Afrontamento, pp. 215-216.

 

OPEN ACCESS

“Um pensamento meridiano: o Atlântico Sul e as articulações teóricas luso-brasileiras”

Roberto Vecchi

Relações luso-brasileiras - imagens e imaginários
Ida Alves e Gilda Santos (org.)
2019, Rio de Janeiro: Editora Oficina Raquel, 75-88.

 

Open Access

"Falas das e sobre as Américas - os modos e os equívocos do olhar"

Margarida Calafate Ribeiro
O Desejo de Viver em Comum, vol. 2
António Pinto Ribeiro (org.)
2019, Lisboa: Tinta da China e Lisboa Capital Ibero Americana da Cultura, 173-186.

“Ponte aérea da TAP”

Margarida Calafate Ribeiro
As Voltas do Passado: A Guerra Colonial e as Lutas de Libertação
Miguel Cardina | Bruno Sena Martins (org.)
2018, Lisboa: Tinta da China, 332-337


Open Access

“Todas las mujeres portuguesas fueron a la guerra colonial”

Felipe Cammaert
La costa de los murmullos

Lídia Jorge
2018, Bogota: Ediciones Uniandes


Open Access

“Inequalities, in other words – literary portrayls of the cities of Luanda and Maputo”

Margarida Calafate Ribeiro

Social Inequality in the Portuguese-Speaking World - Global and Historical Perspectives
Francisco Bethencourt (ed. by)
2018, Sussex: Sussex Academic Press

 

Open Access

“Património, Patrimónios: comunidade, língua e pós-memória”

Margarida Calafate Ribeiro e Roberto Vecchi

Léxico Concetual Luso-Brasileiro
Ivan Domingues e Roberto Vecchi (org.)
2018, Belo Horizonte: Editora UFMG

 

Open Access

“Para além da memória da Casa de Estudantes do Império”

Margarida Calafate Ribeiro

Casa dos Estudantes do Império: dinâmicas coloniais, conexões transnacionais
Cláudia Castelo | Miguel Bandeira Jerónimo (org.)
2017, Lisboa: Edições 70

 

Open Access

“Geometrias da Memória: configurações pós-coloniais – Prefácio”

António Sousa Ribeiro | Margarida Calafate Ribeiro

Geometrias da memória: configurações pós-coloniais

António Sousa Ribeiro | Margarida Calafate Ribeiro (org.)

2016, Porto: Afrontamento

 

Open Access

“A Casa da Nave Europa – miragens ou projeções pós-coloniais?”

Margarida Calafate Ribeiro

Geometrias da memória: configurações pós-coloniais
António Sousa Ribeiro | Margarida Calafate Ribeiro (org.)
2016, Porto: Afrontamento

 

Open Access

“Reversos da modernidade: colonialismo e Holocausto”

António Sousa Ribeiro

Geometrias da memória: configurações pós-coloniais
António Sousa Ribeiro | Margarida Calafate Ribeiro (org.)
2016, Porto: Afrontamento

 

Open Access

“Subalternidades no(s) Atlântico(s) Sul”

Roberto Vecchi

Geometrias da memória: configurações pós-coloniais
António Sousa Ribeiro | Margarida Calafate Ribeiro (org.)
2016, Porto: Afrontamento

 

Open Access

“Revisitando os lutos inacabados do império”

Miguel Bandeira Jerónimo

Geometrias da memória: configurações pós-coloniais
António Sousa Ribeiro | Margarida Calafate Ribeiro (org.)
2016, Porto: Afrontamento

 

Open Access

“Podemos descolonizar os museus?”

António Pinto Ribeiro

Geometrias da memória: configurações pós-coloniais
António Sousa Ribeiro | Margarida Calafate Ribeiro (org.)
2016, Porto: Afrontamento

 

Open Access

“Estados falhados? Discursos da colonialidade"

Fabrice Schurmans

Geometrias da memória: configurações pós-coloniais
António Sousa Ribeiro | Margarida Calafate Ribeiro (org.)
2016, Porto: Afrontamento

 

Open Access

“Perdidas na exposição? Desafiar o imaginário colonial português através de fotografias de mulheres negras”

Júlia Garraio

Geometrias da memória: configurações pós-coloniais
António Sousa Ribeiro | Margarida Calafate Ribeiro (org.)
2016, Porto: Afrontamento

 

Open Access

“Corpos-memórias da Guerra Colonial: os Deficientes das Forças Armadas e o “restolhar de asas no telhado”

Bruno Sena Martins

Geometrias da memória: configurações pós-coloniais
António Sousa Ribeiro | Margarida Calafate Ribeiro (org.)
2016, Porto: Afrontamento

 

Open Access

“Les chibanis, entre deux malgré eux”

Tramor Quemeneur

Chibanis la question
Luc Jennepin
2016, Au Diable Vauvert : Vauvert

 

Open Access




"Des-cobrir a Europa. Filhos de Impérios e pós-memórias europeias"
Margarida Calafate Ribeiro e Fátima da Cruz Rodrigues

2022, Edições Afrontamento | Memoirs

BUY      BOOK REVIEW

Read more...

Des-cobrir a Europa – Filhos de Impérios e Pós-memórias Europeias revela-nos as memórias intergeracionais de filhos daqueles que viveram os dias finais do colonialismo e das lutas pela independência de territórios colonizados por Portugal, França e Bélgica. Neste arquivo de pós-memória, ecoam histórias de Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe, Cabo Verde, Argélia e Congo, através das palavras de trinta e sete cidadãs e cidadãos europeus, cujas narrativas e reflexões interrogam esse passado, as suas sombras e os seus silêncios, mas também exprimem as suas alegrias e realizações, no presente europeu. A partir destes registos pessoais, podemos seguir os fios que ligam as relações coloniais de outrora aos fenómenos contemporâneos das migrações, da nostalgia, do racismo, da discriminação ou da hipocrisia política das relações entre as antigas metrópoles colonizadoras e as antigas colónias. Por isso, são abordadas questões como cidadania, pertença, herança, mas também reparação, restituição e denúncia, gerando uma dialética intergeracional complexa e nova que recusa a prossecução da retraumatização, ao mesmo tempo que rejeita as lógicas do esquecimento. São olhares atentos a outros lados da história, necessariamente subjetivos e plenos de experiências alheias, geradoras de múltiplos laços afetivos, familiares e políticos, que contribuem para iluminar e compreender o presente europeu e as ligações entre Europa e África.
A fechar, um texto do escritor português Paulo Faria, que nos desafia para novas constelações de memórias europeias e sugere outras interrogações.

 

Book cover image: Aimé Mpane (courtesy of the artist)

 

BUY     BOOK REVIEW

 

"Enfants d’Empires coloniaux et postmémoires européennes"
Margarida Calafate Ribeiro et Fátima da Cruz Rodrigues

Presses universitaires de Paris Nanterre

Collection « La langue portugaise en cultures », 2022.

BUY

Read more...

Enfants d’Empires coloniaux et postmémoires européennes révèle les souvenirs intergénérationnels des enfants de ceux qui ont vécu les derniers jours du colonialisme et les luttes pour l'indépendance dans les territoires colonisés par la Belgique, la France et le Portugal. Dans ce recueil de postmémoires, des récits d’Algérie, du Congo, d'Angola, du Cap-Vert, de Guinée-Bissau, du Mozambique et de São Tomé-et-Príncipe résonnent à travers les mots de trente-sept citoyen(ne)s européen(ne)s, dont les histoires et les réflexions interrogent ce passé, ses ombres et ses silences, mais expriment aussi ses joies et ses accomplissements dans le présent européen. À partir de ces mémoires personnelles, nous pouvons tisser les fils qui associent les relations coloniales du passé aux phénomènes contemporains de migrations, de nostalgie, de racisme, de discrimination ou d'hypocrisie politique des relations entre les anciennes métropoles colonisatrices et les anciennes colonies. Dès lors, des questions telles que la citoyenneté, l'appartenance, l'héritage, mais aussi la réparation, la restitution et la dénonciation sont abordées, produisant une dialectique intergénérationnelle complexe et nouvelle qui refuse de poursuivre la retraumatisation, tout en rejetant les logiques de l'oubli. Ce sont des regards attentifs sur d'autres versants de l'histoire, forcément subjectifs et riches du vécu des autres, générateurs de multiples liens affectifs, familiaux et politiques, qui contribuent à éclairer et à comprendre le présent européen et les liens entre l'Europe et l'Afrique.
Pour finir, un texte de l'écrivain portugais Paulo Faria nous interpelle vers de nouvelles constellations de mémoires européennes et suggère d'autres questions.

 

Imagem da capa: Aimé Mpane (cortesia do artista)

 

BUY    

 

"A cena da pós-memória. O presente do passado na Europa pós-colonial "

António Sousa Ribeiro

2021, Edições Afrontamento | Memoirs

BUY

Read more...

A cena da pós-memória. O presente do passado na Europa pós-colonial reúne um conjunto de contributos da autoria de investigadores e investigadoras associados/as ao projeto “MEMOIRS – Filhos de Império e Pós-Memórias Europeias”, traçando uma primeira cartografia global dos temas que nortearam este projeto. As duas partes em que a obra se divide representam as duas vertentes essenciais da investigação produzida: por um lado, em íntima ligação com o enquadramento teórico dos casos em análise, um processo de clarificação concetual tendente a precisar os contornos, desde logo, do próprio conceito de pós-memória, mas, igualmente, de um conjunto de noções diretamente relevantes para uma caracterização articulada das principais linhas de força que estruturam o campo das memórias pós-coloniais; por outro lado, a investigação empírica, baseada em vasta pesquisa documental agregada numa extensa base de dados que ficará livremente acessível, mas estruturada, igualmente, a partir de um grande número de entrevistas realizadas nos três países em análise: Portugal, França e Bélgica.

 

Com textos de: António Pinto Ribeiro, António Sousa Ribeiro, Bruno Sena Martins, Ettore Finazzi-Agrò, Fátima da Cruz Rodrigues, Felipe Cammaert, Fernanda Vilar, Graça dos Santos, Margarida Calafate Ribeiro, Paulo de Medeiros e Roberto Vecchi.

 

Imagem da capa: Márcio Carvalho, Falling Thrones | 2019
Estátua: Rei D. João I | Atleta: Josina Muthemba Machel, 2019
Tinta micro pigmentada e acrílico sobre papel | 160 X 150 cm
© Márcio Carvalho, cortesia do artista

 

COMPRAR       RECENSÕES

 

"Novo Mundo – Arte Contemporânea no Tempo da Pós-Memória "

António Pinto Ribeiro

2021, Edições Afrontamento | Memoirs

BUY  

Read more...

Novo Mundo – Arte Contemporânea no Tempo da Pós-Memória (2021) is a book about works and about artists who practice different artistic languages and genres - from cinema to music, from visual arts to theatre, dance and photography. They have in common memories that were transmitted to them by their parents and grandparents of African origin, memories that are deferred and appropriated according to each one and that, today, constitute part of the material of their works. For this reason, they are called artists in the condition of post-memory. Currently, they comprise two generations of artists who star in much of what is pertinent, daring, expressive and critical in contemporary European arts.
Due to the nature of their works, these artists are bearers of a gift that is as innovative as it is urgent and their transnational and transterritorial presence carries with them a combative energy in the face of the legacy of colonialism and racism, as well as clamoring for the urgency of decolonization of the canons and for need for a rewriting of the histories of Africa and Europe, and not just the History of Art.

 

Book cover:  2019, John K. Cobra (cortesy of the artist)

 

BUY         BOOK REVIEW

 

"Europa, Oxalá "

Collection of essays

2021, Edições Afrontamento | Memoirs

BUY

Read more...

" Numa cenografia notável concebida por Joris Lipsch e Studio Matters, Europa, Oxalá reúne uma selecção muito interessante de obras de cerca de vinte artistas e intelectuais europeus cujas origens familiares se encontram nas antigas colónias (Congo, Angola, Guiné, Benin, Argélia, Madagáscar...). A relevância das obras seleccionadas, uma exposição subtil e dinâmica e uma cenografia discreta mas muito eficaz dão a Europa, Oxalá um poder espantoso para servir o propósito dos curadores, sem produzir um discurso excessivamente didáctico. Com delicadeza, Europa, Oxalá deixa espaço para a expressão de cada artista e as emoções dos visitantes". [in Cision, 25.11.21]

 

"Falam crioulo, árabe, wolof ou lingala em casa, francês ou português em público. Alguns estão perto das suas comunidades de origem. Outros distanciaram-se. Estes vinte e um artistas são parte integrante de uma Europa cujos contornos  tentam definir na exposição Europa, Oxalá, actualmente em exposição no MuCEM em Marselha.....Originalmente planeada para Tervuren, finalmente começou em Outubro de 2021 em Marselha. Uma cidade que, no final de Novembro, não acolheu Eric Zemmour. Quando o candidato de extrema-direita afirma a intenção de abolir o direito à terra e o direito de asilo, quando Marine Le Pen grita pela "preferência nacional", Europa, Oxalá soa como um hino ao viver em comum". [in Le Monde, 13.1.2022]

 

Essays: Amzat Boukari-Yabara, António Pinto Ribeiro, António Sousa Ribeiro, Ariella Aïsha Azoulay, Cécile Bourne-Farrell, Christine Bluard et Bruno Verbegt, Fabienne Bideaud, Lisette Lombé, Margarida Calafate Ribeiro.

 

Este livro está disponível em português, francês, inglês e neerlandês.

 

BUY

 

"Europa, Oxalá "

Exhibition catalogue

2021, Edições Afrontamento | Memoirs

BUY

Read more...

EUROPA OXALÁ is an exhibition about the young Europe that is happening now and that wants to be built as a place of an inclusive, diverse, democratic and free future. Children of European empires, the artists and intellectuals who make EUROPA OXALÁ bring to the cultural and artistic scene the colonial heritage that shapes them and that was the starting point for the research and production work that is now being exhibited. Most of these new looks on contemporary Europe are the result of memories transmitted by parents and grandparents who lived in colonial contexts - in the Congo, Angola, Guinea, Mozambique, Benin, Algeria, or Madagascar - whose heirs interrogate or confront other memories, namely public memories.

Artists: Aimé Mpane, Aimé Ntakiyica, Carlos Bunga, Délio Jasse, Djamel Kokene-Dorléans, Fayçal Baghriche, Francisco Vidal, Josèfa Ntjam, Katia Kameli, Malala Andrialavidrazana, Márcio Carvalho, Mohamed Bourouissa, Mónica de Miranda, Nú Barreto, Pauliana Valente Pimentel, Pedro A.H. Paixão, Roland Gunst [John K. Cobra], Sabrina Belouaar, Sammy Baloji, Sandra Mujinga, Sara Sadik.

 

Book cover image: Sabrina Belouaar (courtesia de Mohamed Bourouissa)

 

BUY     BOOK REVIEW

 

"Não dá para ficar parado. Música afro-portuguesa - celebração, conflito e esperança"

Vítor Belanciano

2020, Edições Afrontamento | Memoirs

BUY

Read more...

We all know. There was a political decolonization in Portugal. But the decolonization of mentalities is still missing. One of the perspectives allowing to reflect upon and question this issue is the one of popular music. This is a territory where both the conflictualities and the ambiguities, or potentialities, of postcolonialism are particularly reflected. The richness of bringing things together, namely as a way of affirmation for Europe, is valued, but chronologies of tension are perpetuated as well. Which does not imply that music is not a fascinating place of social experimentation, generating visibilities, stimulating discourses encompassing different urgent issues. This is a history constructed by numerous authors of the second and third generations of afro-descendants, from General D to DJ Marfox or Dino d'Santiago, who have proved able, in the last two decades, to displace certainties, carrying along new experiences, practising music for dancing, thinking and acting. To stand still is no option.

 

Image credits: Bruno Castanheira

 

BUY       BOOK REVIEW

 

 

"Heranças Pós-Coloniais nas Literaturas de Língua Portuguesa"
Margarida Calafate Ribeiro and Phillip Rothwell (ed. by)

2019, Edições Afrontamento | Memoirs

BUY

Read more...

[The Postcolonial Legacies of Literatures Written in Portuguese]

A timely and ambitious project, this volume brings together a broad array of essays, highlighting the latest critical trends in African Literatures written in Portuguese, broadly interpreted to include work by descendants of Africa in Europe. It begins by mapping out these literatures in short, yet wide-ranging, essays. It then focuses on recurrent themes and key authors, before analysing literary transitions into the postnational, including a focus on diasporas.


Essays by: Inocência Mata, Francisco Noa, Tania Macêdo, Ana Cordeiro, Moema Parente Augel, Carmen Lucia Tindó Ribeiro Secco, Rita Chaves, Sílvio Renato Jorge, Dorothée Boulanger, José Luís Pires Laranjeira, Inês Nascimento Rodrigues, Sandra Inês Cruz, Alexandra Reza, Nazir Ahmed Can, Vincenzo Russo, Raquel Ribeiro, Roberto Vecchi, Fernanda Vilar, Margarida Calafate Ribeiro, Felipe Cammaert, Phillip Rothwell, and António Pinto Ribeiro.


BUY     INDEX       BOOK REVIEW.    SPANISH

 

"Memória, Cidade e Literatura:

De São Paulo de Assunção de Loanda a Luuanda,

de Lourenço Marques a Maputo"

Margarida Calafate Ribeiro and Francisco Noa (ed. by)
2019, Edições Afrontamento | Memoirs

BUY

Read more...

Every city contains its history. Luanda and Maputo are no different. Luanda, facing the Atlantic, reveals Western influence in its Luso-Brazilian architecture. Maputo, facing the Indian Ocean, boasts the mix of Africa, Portugal an Asia. The world of these cities is particularly mixed: pluralities and diversities that involve beings, objects, temporalities and spaces are intertwined. The archaic occurs with the modern; progress with backwardness. Political moments crash into one another. All stake claims to historical attention: the precolonial era, coastal settlement, modern colonialism, independence, postcolonialism, post-war and actuality.

 

Authors: António Pinto Ribeiro, Francisco Noa, Margarida Calafate Ribeiro, Nazir Ahmed Can, Nuno Simão Gonçalves, Phillip Rothwell, Rita Chaves, Roberto Vecchi, Sandra Inês Cruz, Tania Macêdo


Book cover image:  «O Homem-Reflexo», 2017. Soldagem com armas e metais desativados / Gonçalo Mabunda / Cortesia da Jack Ball Gallery.

 

BUY     INDEX

 

"Peut-on Décoloniser les Musées?"

António Pinto Ribeiro

2019, Fondation Calouste Gulbenkian - Délégation en France

BUY

Read more...

 A partir des années 60, le “déseurocentrisme” de la production de la connaissance et la révision des canons et des épistémologies initiées avec les Etudes culturelles auxquelles ont succédé les différents post-colonialismes et les études de genre ont provoqué une révolution que l’on ne peut que comparer à la révolution copernicienne. C’est dans ce contexte que l’épistémologie et la muséographie se sont déplacées pour comprendre que les musées, n’étant pas seulement des collections mais fondamentalement des dispositifs narratifs, se confrontent au fait de devoir être postcoloniaux. Cette situation nous oblige à revoir les narrations et, au moins, à incorporer les tensions entre les anciennes et les nouvelles histoires, à réfléchir sur la forme dont ces collections et ces butins sont arrivés dans les musées européens et nord-américains et, enfin, à redéfinir le concept de musée à la lumière du “panafricanisme” et de la “pensée amérindienne”.

 

BUY    PODCAST     BOOK REVIEW    SPANISH


 

 

"Geometrias da Memória: configurações pós-coloniais"

António Sousa Ribeiro and Margarida Calafate Ribeiro (ed. by)

2016, Edições Afrontamento | Memoirs  

BUY

Read more...

In the contemporary discussion on postcolonial situations, the dimension of memory and postmemory has acquired increased relevance. Geometrias da memória: configurações pós-coloniais is the first volume in the series “Memoirs – Children of Empires”, the result of a partnership between the Afrontamento publishing house and the research project “Memoirs: Children of Empire and European Postmemories” of the Centre for Social Studies of the University of Coimbra, funded by the European Research Council (ERC, Consolidator Grant).


Essays by Ana Paula Ferreira, António Pinto Ribeiro, António Sousa Ribeiro, Bruno Sena Martins, Catarina Martins, Fabrice Schurmans, Francisco Noa, Helder Macedo, Isabel Castro Henriques, João Paulo Borges Coelho, Júlia Garraio, Laura Padilha, Margarida Calafate Ribeiro, Miguel Bandeira Jerónimo, Paulo de Medeiros, Roberto Vecchi.


BUY      INTRODUCTION      BOOK REVIEW        OPEN ACCESS